Bem vindos à R4W Assessoria Esportiva

Bem-vindos R4W Assessoria Esportiva!

A R4W é especializada em promover programas de qualidade de vida personalizada, treinamento de corrida de rua para pessoas iniciantes, amadora e aqueles que desejam alcançar o rendimento, respeitando a individualidade e os limites de cada participante.

Com ampla estrutura e locais estratégicos, a R4W está pronta para atender as necessidades dos participantes de forma individual, em grupo e a grupos corporativos.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Adaptações musculares e cardiovasculares do treinamento de corrida e caminhada


Por professor Carlos Henrique



São inúmeros os motivos que levam uma pessoa a iniciar um programa de atividade física e o consenso atual da importância de uma vida mais ativa colabora de forma impar para tal fato.
Dentre os motivos podemos citar o emagrecimento, estética, manutenção de bons indicadores de saúde, melhora na qualidade de vida, inserção em grupos sociais entre outros.
Existem muitas opções de programas de atividade física a disposição, porem, o que nos chama atenção é a crescente adesão das pessoas a pratica de caminhada e corrida de rua.
Dados da corpore apontam para aumento de 9.430 em 1997 para 132.100 participantes de suas provas em 2008.
Diante esses números, nos questionamos: o que justifica, do ponto de vista fisiológico, a opção pela caminhada e corrida de rua?
Quais são as adaptações provocadas pela prática da corrida em nosso corpo?
Nosso corpo se adapta ao treinamento de corrida e caminhada em diferentes sistemas tais como sistema nervoso, ósseo, musculoesquelético, cardiovascular, hormonal etc.
Esse artigo propõe a apresentação das adaptações musculoesqueléticas e cardiovasculares.
O estimulo oriundo do treinamento de corrida aprimora a coordenação intra e inter muscular e melhora o recrutamento das fibras musculares o que resulta em movimentos com maior economia.
A energia utilizada pelos músculos para realização dos movimentos provem, principalmente do glicogênio que pode ser armazenado no fígado e nos músculos. O glicogênio também é usado nas funções do sistema nervoso central.
Com o estimulo do treinamento aliado a uma alimentação adequada é possível aumentar em até cem por cento os estoques de glicogênio muscular e, com maior quantidade disponível deste substrato, não há prejuízo para o sistema nervoso central.
Vale lembrar que a queda dos níveis de glicogênio circundante na corrente sanguínea e a conseqüente queda de glicogênio no SNC prejudica a coordenação e aumenta a incidência de lesões.
Ocorre também a modificação estrutural dos músculos envolvidos na tarefa o que facilita a proteção das articulações principalmente de membros inferiores.
O sistema cardiovascular, também de acordo com o estimulo, sofre adaptações positivas. Com a prática de corrida e caminhada o músculo cardíaco sofre hipertrofia (aumento da espessura das paredes do coração) e, um coração mais forte é capaz de mandar uma maior quantidade de sangue para os músculos por minuto. Com isso, considerando que o sangue é quem carrega o oxigênio para as células, teremos músculos com suprimento mais eficiente de oxigênio.
O coração, agora trabalhando de forma mais eficiente, não tem a necessidade de bater tantas vezes o quanto antes para oxigenar os tecidos por isso a freqüência cardíaca em repouso e durante o exercício tende a diminuir.
Os vasos sanguíneos também sofrem alterações. O número de capilares (pequenos vasos sanguíneas das extremidades musculares) aumenta de forma considerável, isso faz com que o sangue chegue mais facilmente aos músculos alem de facilitar a remoção dos resíduos metabólicos.
Existem ainda outras adaptações musculares e cardiovasculares, alem de adaptações em outros sistemas como citado em parágrafos anteriores. Ficamos por enquanto com estas, tendo em um próximo artigo espaço para outras adaptações.
É claro que todos os benefícios da corrida serão adquiridos com a pratica regular e bem orientada por um profissional de Educação Física, portanto pegue seu tênis e calção e venha correr com a RUN FOR WIN – ASSESSORIA ESPORTIVA.

Usufrua você também dos benefícios da corrida.

Fontes:
CORPORE.Corredores Paulistas Reunidos Disponívelem: . Acesso em: 7 Out. 2009.
.Chacon-Mikahil, M. CORRIDA DE RUA: ANÁLISE DO CRESCIMENTO DO NÚMERO DE PROVAS E DE PRATICANTES STREET RACE. Unicamp. São Paulo – 2006.
WEINECK, J. Atividade física e esporte para quê? São Paulo: Manole, 2003.
Evagelista, Alexandre Lopes - Treinamento de Corrida de Rua – São Paulo : Phorte, 2009.



http://runforwin.com.br/adap.html 

Benefícios da caminhada e da corrida

Por  professor Erivaldo Moreira



CAMINHAR ou CORRER?

A prática da caminhada e da corrida tem grande contribuição para a qualidade de vida das pessoas de qualquer idade, pois, são mecanismos que já fazem parte do processo de desenvolvimento natural do ser humano. Além destes benefícios, é também um excelente exercício para atingir um condicionamento físico saudável com benefícios de muita relevância no dia-dia de qualquer pessoa.
O ato de caminhar é recomendado especialmente para iniciantes, gestantes e idosos, por ser de fácil execução, não exigindo habilidade especial, não ter contra-indicações em indivíduos normais e o risco de lesões articulares ser muito baixo.
O ato de Correr é tão eficiente quanto a caminhada para a perda de peso, embora o resultado seja conseguido com maior rapidez. Observa-se uma relativa melhora na capacidade aeróbica dos praticantes, além da queima calórica ser superior. Qualquer pessoa normal pode iniciar um programa de corrida da mesma forma que a caminhada, porém, um alerta: se a pessoa estiver acima do peso ou possuir lesões articulares que possam piorar com o impacto, não é aconselhável a prática da corrida de imediato. Se tiver complicações cardíacas deve ser monitorado por um profissional competente.
Tanto na caminhada ou na corrida, podemos controlar vários tipos de sintomas incluindo a obesidade, que nos dias atuais são alarmantes, provocados pelo alto índice de inatividade, sedentarismo, falta de tempo e o stress das grandes cidades.
Os seus benefícios podem ser verificados no controle do emagrecimento, na redução das taxas de colesterol ruim (LDL e o VLDL) e no aumento do colesterol bom (HDL), além do fortalecimento da musculatura dos membros inferiores, que estão sendo trabalhadas (pernas, glúteos), e os músculos do abdômen.
Assim como nos músculos, o sistema ósseo também é beneficiado com a caminhada e a corrida, considerando-se que corrida e caminhada são exercícios de sustentação do peso, que forçam as pessoas a trabalhar contra a gravidade. Nisso se incluem os exercícios de subir degraus, musculação e dança.
Ambas as atividades são aeróbicas, que promovem melhor oxigenação cerebral, capazes de liberar endorfinas — os hormônios que tranqüilizam e dão a sensação de bem-estar. Contribuindo assim, para a prevenção de AVC (acidente vascular cerebral), depressão, ansiedade, osteoporose, artrose, obesidade, diabetes “mellitus”, câncer de intestino e até intestino preguiçoso.
Caminhada ou corrida regular, desde que bem orientadas por um profissional qualificado de Educação Física, devem ser realizadas por, pelo menos, de 20 a 30 minutos, três vezes por semana.
A caminhada como a corrida, inicialmente, deverá ter um ritmo mais lento e aumentando, gradativamente, de acordo com o desempenho individual da pessoa, a fim de que possa usufruir dos benefícios fisiológicos e também obter uma sensação de bem estar da atividade.
Dicas:
- Nunca pare bruscamente sua corrida, quando for terminá-la, diminua a velocidade da passada para que o corpo possa ir gradualmente entrando no estado de equilíbrio basal.
- Em seguida faça os alongamentos finais.
- Lembre-se de Monitorar sua Frequência Cardíaca, antes, durante e após para verificar se sua caminhada ou corrida, não está sendo estressante ou muito fácil para você.
- Caso a sua freqüência cardíaca esteja muito elevada, volte a caminhar a fim de adquirir um condicionamento necessário para a prática da Corrida.
- É preciso também escolher o tênis adequado, usar roupas leves e claras que absorvam o suor. Quanto ao solo, prefira grama, terra ou areia batida e procure evitar paralelepípedos, asfaltos e terrenos irregulares, ou então, prefira a esteira rolante.
- Do mesmo modo, é importante que se faça um bom aquecimento, alongando os músculos antes de serem exercitados e após, lembrando que ao final do exercício, o alongamento deve ser realizado com uma intensidade menor.

Referências:
Qual é a Melhor atividade, Correr ou Caminhar?
http://www.cdof.com.br/caminh1.htm#qual
Atividade Física Passo a Passo: saúde sem medo e sua preguiça
 Por Marcos Vinhal Campos (et al) – Brasília – Editora Thesaurus, 2002.
Fonte disponibilizada: http://books.google.com.br/books?id=UFPNwbW8racC&printsec=frontcover#v=onepage&q=&f=false



http://runforwin.com.br/beneficios.html

SAÚDE E CORRIDAS TUDO A VER!












Dica RUN FOR WIN


Muitas pessoas buscam ter mais saúde e as vezes não sabem por onde começar.
Uma dica é, sempre antes de começar qualquer programa de exercícios, procure um médico para fazer uma avaliação de suas condições iniciais.

Depois de ser avaliado (a), pense: QUAL ATIVIDADE QUE GOSTO MAIS?


A Dica é: CORRIDA!
A corrida é um ótimo exercício aeróbio que trabalha toda a musculatura do corpo e queima aquelas calorias que te deixam furioso (a).
Ela melhora seu sistema cardiorrespiratório, seu humor, melhora seu sono e seu relacionamento com seus amigos e familiares.
É uma atividade maravilhosa, porém alguns cuidados devem ser tomados:

1° Use sempre roupas confortáveis;

2° Tenha um bom par de tênis e fique atento ao seu desgaste;

3° Procure alternar entre uma corridinha na esteira e na rua ou parque;

4° Correr durante o dia é mais seguro, porém atenção ao horári. Evite o meio do dia;

5° Para melhorar sua performance, procure orientação de um PERSONAL TRAINER;

6° Tenha uma planilha de corrida e respeite a programação feita pelo seu TREINADOR.

Observações feitas, TENHA UM ÓTIMO TREINO!


http://runforwin.com.br/dica_r.html
RUN FOR WIN ASSESSORIA ESPORTIVA

Dicas para treinamento e a prática da corrida

Por professor Erivaldo Moreira



O que devo fazer para iniciar uma atividade física com segurança?

1 – Avaliações:

É indispensável passar por uma avaliação médica e física antes de iniciar qualquer tipo de atividade física. Seja você já praticante ou iniciante e optar pela corrida ao ar livre ou em esteiras, é muito importante estabelecer os limites cardiorrespiratórios para que a atividade seja prescrita com segurança, respeitando as individualidades dos alunos.

2 – Alimentação

Não se deve praticar nenhuma atividade física em jejum. A alimentação deve ser feita de acordo com a intensidade do treinamento. Uma alimentação leve, baseada em carboidratos antes de qualquer sessão de exercícios será o combustível para os seus músculos em atividade.

3 – Hidratação

É importante atentar para quando e quanto se deve hidratar. Não se deve esquecer que a reposição de líquidos antes durante e após aos exercícios são essenciais. Durante os treinos ou em competições a hidratação faz a diferença. A água é o elemento essencial para a vida humana e sua perda corpórea causa adversidades durante a realização de uma atividade física. É importante que pelo menos 2 horas antes da atividade pretendida, seja ingerindo aproximadamente 500 mL de líquidos, hidratar de 200 a 300 mL a cada 15 / 20 minutos durante os exercícios e a partir de 1 hora de atividade, de 600 / 1200 mL de líquidos por hora de exercício. A bebida recomendada deve conter água, sais minerais e glicose, devendo existir uma adequação racional entre seus componentes. Seguindo estas recomendações, pode-se utilizar dos chamados isotônicos ou repositores hidroelétricos que também auxilia e contribui como repositores hidratantes e de fonte energética a cada 1 hora de atividade.

4 – Vestimentas

A roupa deve ser adequada para a corrida, deve-se utilizar roupas que sejam confortáveis e facilite a transpiração, assim mantendo a temperatura corporal de forma adequada. Para isso, já existem tecidos apropriados que cumprem esta função e ajudam no desempenho do corredor.
Hoje os corredores têm acesso a diversos modelos de tênis para corrida, todos cumprindo a mesma função básica, a absorção do impacto provocado pela fase aérea da passada, porém, para cada tipo de pisada ou curvatura do pé já se produzem modelos específicos que tentam minimizar estas alterações.

5– Local

Aos corredores de rua, que se utilizam de praças e parques, devem ter atenção quanto aos percursos e circuitos pretendidos para uma prática segura durante o treino de corrida pela cidade, salientando aos iniciantes, que se deve priorizar terrenos planos e lugares com boa ventilação.

6 - Aquecimento e alongamento

Antes de qualquer atividade física o aquecimento e o alongamento são essenciais para se obter um bom desempenho do exercício realizado. Preparar as articulações e elevar a temperatura corporal são alguns dos benefícios adquiridos com essa prática. O alongamento deve ser parte integrante de qualquer treinamento, tanto na fase de aquecimento como durante o relaxamento. Alongar de forma suave e harmoniosa, também contribui para o relaxamento psicológico, além de tornar ainda mais efetivo o treinamento da flexibilidade do aluno.

7– Estabelecer metas

É importante definir seus objetivos. Neste caso, conversar com seu professor que o ajudará a estabelecer metas atingíveis e dentro da realidade física de cada aluno.

8 - Caminhar ou correr?

Muitos alunos que buscam ajuda de uma assessoria esportiva para começar a correr se frustram, pois começam com caminhadas. Neste caso é importante deixar claro que o que determinará se um aluno vai iniciar correndo ou caminhando será o seu nível de condicionamento físico, além de outros aspectos que serão avaliados por profissionais de saúde, como nos testes cardiológicos, testes de esforço avaliado pelo médico que deverá liberar o aluno para o acompanhamento de um profissional de Educação Física, que irá prescrever a melhor maneira de se obter os resultados pretendidos com a corrida. Sua orientação irá otimizar o tempo de treinamento e garantir a segurança durante a atividade realizada.


Referências bibliográficas:
http://www.rgnutri.com.br/sp/hidratacao/ibhe.php
http://www.efdeportes.com/efd123/hidratacao-em-atletas-de-elite.htm
Livro:
Exercícios de Alongamento, Anatomia e Fisiologia
ACHOUR JUNIRO, ABDALLAH – 2002 – Editora Manole


Site:
A importância do alongamento- Entendendo alongamento
http://www.aquabrasil.info/artigo_24.html


Condicionamento Físico e Flexibilidade
http://www.efdeportes.com/efd53/flex.htm
Alfredo de Araújo M, Edison


http://runforwin.com.br/dicas.html


Dicas para quem pratica atividade física!


Voce sabe o que é Síndrome da Tensão Tibial medial?


Por  Vanessa Villar - Fisioterapeuta: Crefito: 3/67664- F
cel: 7872-3892








Muito comum entre os corredores, a STTM, ou mais conhecida como “canelite” é a inflamação nos tendões ou músculos da região da tíbia (perna). Se a sobrecarga persistir sem nenhum tratamento esta inflamação pode evoluir para uma fratura por estresse, tendo um tratamento mais demorado ou até mesmo cirúrgico.
De acordo com Debbie Craig da universidade do norte do Arizona algumas evidências científicas são observadas:

1 – Fatores de Risco: pronação do pé, aumento da tensão dos músculos da planta do pé, erro de treinamento (responsável por 60% dos casos), déficit de cálcio, treinamento em terrenos inclinados, calçados inadequados e lesões prévias.

2- O músculo sóleo (na “batata da perna”) tem relação com esse tipo de lesão devido ou a pequenas rupturas de suas fibras ou pela transmissão de força ao osso durante o exercício.

3- Os principais métodos preventivos são: calçados adequados, controle de treinos de corrida, mobilização dos ossos do pé, fortalecimento e recuperação muscular, repouso correto da musculatura.

O que pode ser feito para não ter esta dor?
É importante seguir o treinamento proposto pelo seu treinador, o alongamento antes e depois da atividade física e utilização e troca correta do tênis.

Como saber qual tênis usar quanto ao tipo de pisada?
PISADA NORMAL: onde se inicia o contato com o solo do lado externo do calcanhar, após uma rotação moderada para dentro, terminando a passada no centro da planta do pé.

PRONAÇÃO: A pisada também se inicia do lado externo do calcanhar, ou às vezes um pouco para parte interna, para então ocorrer uma rotação acentuada do pé para dentro, terminando a pisada perto do dedão.

SUPINAÇÃO: A pisada se inicia no calcanhar do lado externo e se mantém o contato com o solo do lado externo, terminando a pisada na base do dedinho.

Para saber seu tipo de pisada sem gastar muito, verifique se calçado velho:
Desgaste da sola na planta do pé= pisada normal ou neutra;
Desgaste do lado interno= tendência a pronação;
Desgaste do lado de fora do pé = tendência a supinação.

Referências:
Lesão tíbia por estresse: Fonte: Acta méd.(Porto Alegre) 29:90-101, 2008
Lilics ID: 510243
Autores: Rosa, Tatiane Santana, Balze, Carlos, Sarafini, André
Artigo: Prevalência da síndrome do estresse tibial medial em corredores amadores (unesp, Goiás, sef2009-0357-1-A-01).
http://www.copacabanarunners.net/
http://www.atleta-digital.com/
http://www.webrun.com.br/
http://bangsports.com.br/art5.htm



segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Levando uma vida mais saudável


Muitas pessoas buscam a prática de uma atividade em fim de ano e no verão, caminhada e a corrida são a porta de entrada para uma vida mais saudável!




Ao iniciar alguma atividade física, é notórios os benefícios que são alcançados, como exemplo a realização das tarefas do dia-a-dia e ter a sensação de bem-estar. Além dos benefícios na auto-estima, concentração, humor, disposição, maior capacidade pulmonar, noites de sono bem dormidas, diminuição do cansaço, aumento de produtividade no trabalho e melhora até no seu relacionamento interpessoal.




Leve uma vida mais saudável, e procure orientação de profissionais qualificados e especializados! E não esquecendo dos exames médicos.




Venha treinar com a RUN FOR WIN ASSESSORIA ESPORTIVA!
www.runforwin.com.br

Dica antes do treinos RUN FOR WIN!


1) alimente-se bem 1h a 40' antes de cada treino com comidas leves e ricas e carboidratos;

2) alimente-se bem após cada um dos treinamentos;

3) hidrate-se moderadamente antes, durante e após os treinos;

4) Sempre leve roupa seca para vestir logo após o treino;

5) Antes e após os treinos alongue-se!

Informações anotadas?

Bons treinos!!!

RUN FOR WIN
www.runforwin.com.br